CAPA
miojo

Processo de Fabricação de Macarrão Instantâneo

   Em 1958 Momofuku lança no Japão, pela empresa Nissin, o macarrão instântaneo, uma opção para os problemas de abastecimento que o país enfrentava após a Segunda Guerra Mundial. Mas foi só apenas no ano de 1965 que o macarrão instantâneo apareceu como novidade no mercado brasileiro. A China é o maior consumidor do mundo, sendo que no Brasil a produção cresce com taxas em torno de 5% ao ano, devido ao fato de ser um produto de baixo custo e com alta praticidade no preparo.

miojo 3

 Figura 1. Rolo fazendo formato do macarrão instantâneo.

   

   As matérias-primas utilizadas no preparo do macarrão instantâneo são: Farinha de trigo, Água, Sal, Goma guar e Sais alcalinos. O processo de fabricação consiste nos seguintes passos: Primeiramente, o sal e a goma guar são dissolvidos em água e depois estes são adicionados à farinha de trigo para serem misturados no misturador. Em seguida, a massa passa por um processo de descanso. Então, a massa é laminada em um cilindro para obter uma espessura de aproximadamente 1,2 mm. Após ser laminada, a massa vai para o cortador para obter o formato noodle. Assim, a massa já cortada é direcionada ao cozedor para que seja realizado o seu cozimento através de injeção direta de vapor. Logo, o macarrão passa por um processo de secagem, para a umidade da massa ser retirada. Posteriormente, o macarrão é cortado novamente e dobrado em formato de tablete (já no tamanho que vai ser embalado), e então é conduzido para a fritadeira onde, será frito, por imersão em óleo quente em uma temperatura de aproximadamente 150 ºC.

miojo 1Figura 2. Fluxograma da linha de produção de macarrão instantâneo.

 

 

miojo 4Figura 3. Processo de Embalagem e armazenamento do macarrão instantâneo.

 

   A partir de 2014 a venda de pacotes de macarrão instantâneo na China começou a decrescer. O principal fator que vem causando essa mudança é a melhoria nos hábitos alimentares: a população se preocupa em comer alimentos mais ricos nutricionalmente. Além disso, a grande crescente de aplicativos de entrega também facilitou o acesso a alimentos de forma prática e rápido que sempre foram um dos principais pontos fortes do macarrão instantâneo.Porém as empresas ainda estão otimistas em relação ao consumo,já que há novidades no mercado, como a criação de novos sabores e versões com redução de sódio, além da própria população utilizar o macarrão instantâneo como forma de preparo de novas receitas, adicionando outros ingredientes no lugar ou em conjunto do tempero que já acompanha o produto.

 

Fonte:

 

LEORO, Maria Gabriela Vernaza. Macarrão instantâneo funcional obtido pelos processos de fritura convencional e a vácuo. 2011. Disponível em: http://repositorio.unicamp.br/bitstream/REPOSIP/255875/1/VernazaLeoro_MariaGabriela_D.pdf. Acesso em: 21 maio 2020.

 

ATKINSON, Simon. BBC. O que a queda nas vendas de macarrão instantâneo diz sobre as mudanças sociais na China. 2017. Disponível em: 

https://www.bbc.com/portuguese/internacional-42480562. Acesso em: 21 maio 2020.

 

G1. São Paulo. Após 50 anos, macarrão instantâneo ainda faz sucesso; confira receitas. 2009. Disponível em: 

http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL1030731-5598,00-APOS+ANOS+MACARRAO+INSTANTANEO+AINDA+FAZ+SUCESSO+CONFIRA+RECEITAS.html. Acesso em: 21 maio 2020.

 

BRUXEL, Rafael Luiz. Utilização de resíduos de macarrão como combustível em caldeira. 2011. Disponível em:http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/541/1/MD_COGEA_2011_1_03.pdf. Acesso em: 21 maio 2020.